quinta-feira, 16 de outubro de 2008


ADEUS

Adeus...

Nos lábios
mordo o desejo
De te eternizar num beijo,
Nos olhos
apago as velas
Rasgadas por vis procelas,
Nos braços
prendo o momento
Onde expira o meu lamento...

A ti me prendo!

A Deus eu peço...

Que faça ruir o templo
Onde me ditam exemplos,
Que me cubra da sua dó,
Que não me limite ao pó,
Que me deixe beber do cálice
Deste último e intenso enlace!

A mim te prendo!

Adeus te nego...

E nem o vento, o mar, a morte,
Rasga o abraço eterno e norte,
Que faço guia, estrela e lembrança,
Mesmo que a Vida me leve a Esperança!!

Adeus...

3 comentários:

Sandra disse...

Um Adeus a quem amamos é sempre um Até já...

Um grande beijinho, Teresa.

Sandra

Sandra disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
chica disse...

Lindo e comovente,Tera! Se te contar o que me aconteceu agora, não vais acreditar!!! Moro no 7º andar, e aqui, encantada com teu texto e lendo o teu cofre lindo, adivinha: chega até mim, voando, uma JOANINHA, que tanto adoro! Aliás, hoje o dia está meio mágico,lindo! um beijo e tudo de bom. Vou arrumar umas plantinhas para ela morar. É incrível como elas aparecem por aqui!Chica