segunda-feira, 26 de janeiro de 2009


SAUDADE BONDOSA


"Chegaste num dia azul
Tocado de brilhos,
Partiste em dia cinzento
Sem norte e sem trilhos

Meu inefável amor,

A imensa dor que amargo
Não paga a suprema benção
De um Anjo ter criado"




*****

Vive no meu peito

uma certa saudade

velhinha de tanto sofrer.

Tem cabelos brancos,

rugas que são rios

de lágrimas feitos...
mas, juro e aceito...

apesar dos áridos estios,

apesar dos barrancos

que atravessou no viver...

sabe ser bondade

e merecer respeito.
Mora no meu peito

uma velhinha saudade

pisada de sofrer...

de sorriso franco,

não se queixa do frio,

oferece-me o leito...
Com um olhar de jeito

sereno e macio,

por mim a um Anjo

sabe interceder...

Bondosa Saudade

Que eu trago no peito!

*****


"Levaste-me a alma
Ao escolheres o Céu,
Mas mil eu daria
E quanto tenho de meu,

Para merecer ter sido a fonte,

O abrigo, o albergue,
O suporte e o sustento
Da tua vida tão breve..."



Dois anos deTi... ...Uma vida de Saudade

4 comentários:

Conceição disse...

O amor de mãe...o maior do mundo...o mais belo...o mais alto...o mais completo...
Teresa, passa no meu blog http://roquesilveira.blogspot.com/, porque deixei lá um prémio para o teu blog. Espero que gostes, é com muito carinho que te escolhi. Beijinhos. São

Diana Correia disse...

Que bom descobrir que também tem um blog... não a queria "perder de vista"! :)
Lindo texto... a Teresa é um anjo também.
Beijinho grande!
Diana.

chica disse...

Lindo e emocionante esse teu texto,Tera! Um beijo no coração,chica

Anónimo disse...

Olha Teresa...em meu silêncio solidario, desejo-te toda a brandura das mulheres guerreiras!
Teu anjo descansa...e tua alma certamente sabe disso.
Quisera poder abrandar cada vez mais tua saudade...e ouvir contigo o som do riso desse anjo!
"Espera confiante minha alma, em Deus!"