terça-feira, 17 de março de 2015

Houve

    Houve

    (beijos entre nós)

    sementes na minha pele
    raízes sulcando fundo
    imortalidade branca
    doce dor ternura tanta
    negando a fragilidade
    dos teus lábios.

    Houve abraços, houve braços
    as tuas mãos, os teus traços
    os teus olhos de menina
    e as palavras pequeninas
    que aprendemos

    sem saber

    que as que ficaram nos lábios
    por dizer
    e me seguram a ti
    meu amor
    são ainda botões tenros
    abrindo-se em cada beijo
    que me dás...

    em cada instante que sinto
    a tua paz.



1 comentário:

EU disse...

Houve e sempre haverá...
Belo, forte, sentido, imenso... Mãe!
Um grande beijo, Teresa